Misturas perigosas de produtos de limpeza: evite acidentes

produtos de limpeza

Proteja sua saúde e a de sua família: conheça produtos de limpeza que não devem ser misturados sob hipótese alguma.
Na tentativa de deixar tudo brilhando, muitas pessoas arriscam a própria saúde com misturas de produtos de limpeza. Nesses casos, nem sempre mais é melhor! Produtos inofensivos podem sofrer reações químicas e gerar compostos perigosos para a saúde se forem combinados com outros.
Por conta desses riscos, listamos algumas combinações de produtos de limpeza que você não deve fazer. Na dúvida, você sempre pode contar com profissionais especializados que tratarão da sua limpeza com muito mais segurança.

Água sanitária e álcool em gel

Os dois produtos de limpeza são usados para desinfetar superfícies e ambientes, então você já pode ter pensado em combiná-los. Você também já deve saber que eles são seguros para uso quando separados. O problema acontece com a combinação, que resulta em clorofórmio e ácido muriático.
O clorofórmio é famoso por causar tonturas e desmaios, e uma dose alta do produto pode levar até à morte! Já o ácido muriático interfere no funcionamento dos rins, pulmões e fígado. Ele também irrita a pele e mucosas, como os olhos. Essa mistura é perigosa também para o sistema nervoso, sensível aos componentes em questão. Os dois produtos de limpeza, quando usados separados e cuidadosamente, são seguros, mas a mistura é problemática.
Vale ressaltar que muitas vezes o álcool nem é recomendado para limpar algumas superfícies, pois ele pode danificar o material. Se você está procurando um guia básico sobre produtos de limpeza, pode consultar um post só sobre isso.
Um risco adicional é que a água sanitária é bastante usada para limpar banheiros. Porém, os banheiros geralmente são cômodos menores, com menos circulação de ar, portanto intoxicar-se nesse ambiente é ainda mais fácil. Você pode conferir nosso guia para limpeza do banheiro para aprender mais sobre o assunto.

produtos de limpeza
Imagem: Shutterstock

Água sanitária e detergente

A água sanitária é especialmente perigosa por que seu princípio ativo é o hipoclorito de sódio (NaClO). O composto usado no produto de limpeza reage com facilidade, mesmo que esteja diluído. Essa reatividade torna as misturas com água sanitária mais perigosas. Inclusive, um dos motivos de se contratar pessoal especializado é exatamente a segurança no uso dos produtos de limpeza. Pois eles sabem manejá-los.
O detergente pode conter aminas, que são derivadas da amônia. Elas reagem com a água sanitária e formam as cloraminas. A cloramina até pode ser usada como desinfetante, mas apenas por pessoal qualificado e com equipamentos de segurança apropriados. A cloramina é volátil, portanto expõe todos à contaminação.
A cloramina é um gás que irrita os pulmões e as vias respiratórias. Existem casos registrados de lesões por inalação tóxica da cloramina resultante da mistura de produtos de limpeza. As complicações podem ser bem mais graves do que uma simples irritação. Além da lesão permanente das vias respiratórias, existe a possibilidade da infecção bacteriana do ferimento.

Água sanitária e amoníaco

Se as cloraminas da reação com detergentes podem causar problemas, você já deve ter imaginado que o mesmo aconteceria com o amoníaco. Os danos à saúde dessa combinação são os mesmos listados anteriormente. Porém existe um segundo risco: o amoníaco concentrado se torna um explosivo e é altamente tóxico.
O amoníaco é bastante alcalino, o que ajuda a tirar a sujeira incrustada ou “difícil”, geralmente de aspecto grudento. O produto de limpeza é eficiente e pode ser usado com segurança, mas, quando combinado com água sanitária, gera a cloramina. O gás pode causar irritação ou mesmo lesões permanentes no trato respiratório.

Água sanitária e desinfetantes

Os desinfetantes possuem grandes quantidades de amônia, e a combinação deles com a água sanitária também produz cloramina. Você já está informado sobre os efeitos da cloramina, então a melhor decisão é não misturar nada que possa formá-la.

Água sanitária e vinagre

Apesar de não ser exatamente um produto de limpeza, o vinagre é muito usado como agente de limpeza. O vinagre pode ser usado até para acabar com as formigas! Confira como usar o produto aqui.
A água sanitária reage com o vinagre (CH3COOH), produzindo o gás cloro (Cl2). Ele é altamente irritante para mucosas, por isso pode provocar acessos de tosse, problemas de respiração e irritação nos olhos.

Água sanitária e água oxigenada

A água oxigenada também não é exclusivamente um produto de limpeza, mas serve para tirar manchas de carpetes, por exemplo. Além disso, ela é um oxidante, por isso tem grande poder de limpar ferimentos.
A água oxigenada (H2O2) se decompõe, liberando oxigênio. Apesar de não ser tóxico, o oxigênio liberado é inflamável, ou seja, se estiver próximo de fontes de calor ou faíscas, irá alimentar a chama.

Água sanitária e qualquer produto de limpeza

Nesse ponto, você provavelmente chegou à conclusão de que misturar água sanitária com outros produtos de limpeza é um problema. Mesmo o vinagre, que é comestível, não fica imune ao poder de reação do hipoclorito de sódio. A melhor coisa a fazer é não combinar água sanitária com outros agentes de limpeza.
O manuseio de água sanitária por si só já é trabalhoso, uma gota pode manchar permanentemente uma peça de roupa. Além disso, a inalação de água sanitária por crianças foi relacionada a um aumento de doenças respiratórias como amigdalite, sinusite e bronquite! As pesquisas consideraram o uso semanal de água sanitária para higienização do ambiente, ou seja, algo bem próximo da realidade.
Vale lembrar que, apesar de mencionarmos a água sanitária, todos os produtos de limpeza com cloro oferecem os mesmos riscos. O mesmo vale para os produtos ricos em amônia ou aminas: todos podem se comportar da mesma forma.

produtos de limpeza
Imagem: Shutterstock

É por esses riscos que recomendamos a contratação de equipes especializadas na hora de realizar sua limpeza. Você não se arriscará e o resultado é sempre profissional! Entre em contato conosco: (16) 3461-2000. A Limpecom irá te ajudar da melhor maneira!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *